Barcelona

Fizemos essa viagem em maio de 2015. Aproveitamos que eu iria apresentar um trabalho em um seminário e carreguei a malona e malinha que aproveitaram bastante os dias de primavera em Barcelona!

19114511784_03892e26aa_o

Eu e o Renato já havíamos ido à Barcelona no nosso mochilão em 2011 (veja o relato aqui) e nos apaixonamos pela cidade. E dessa vez não foi diferente. Barcelona é uma das minhas cidades favoritas e a cada retorno fica mais encantadora. A única coisa que atrapalha é que essa paixão não é só nossa, então cada vez mais a cidade está ficando abarrotada de turistas. Independente da época do ano, se é dia de semana ou não, férias ou não, pode apostar que vai encarar filas enormes pra entrar nas principais atrações turísticas. Dessa vez não fomos em quase nenhuma, até porque já visitamos os mais importantes da outra vez e não tínhamos muito tempo.

Bom, primeiro vamos às informações gerais:

Onde ficar?

Barcelona como a maior parte das grandes cidades européias é muito bem abastecida de transporte público, mas para aproveitar o máximo eu optaria por ficar perto do bairro gótico. Bairros bem bacanas são El Raval e Born. Tem muitas opções de albergues e hotéis simples e são locais bastante jovens com muitos restaurantes, bares e cafés. E tem aquele clima da cidade antiga.

Dessa vez optamos por ficar num Airbnb e achamos um apartamento legal em Barceloneta, que é o bairro “praiano” de Barcelona. O apartamento ficava muito perto da praia e tinha uma vista linda. Acho que no nosso esquema, com criança e sendo que eu passaria boa parte do dia fora, foi bem bacana, porque o Re passeava com a Olivia na praia tranquilamente todos os dias, ela brincava um pouco e depois eles saíam pra fazer outros passeios. Barceloneta também fica bem próximo da cidade velha, dá pra ir a pé por um caminho agradável.

17926118975_75c54bff04_o

O que e onde comer?

Frutos do mar! Todos! O nosso restaurante preferido é o La Paradeta. Um restaurantezinho pequeno (mas que vive lotado), que possui um balcão com todos os tipos de frutos do mar possíveis e imagináveis, onde você escolhe o que e quanto quer de cada coisa e a forma como vai ser feito (grelhado ou frito). O atendente separa tudo como numa peixaria, você escolhe a bebida, paga e aguarda seu número ser chamado. Bom, importante dizer que de acompanhamento só uma sopa do dia e salada. Mas os frutos do mar! Meu deus! Só de lembrar fico com água na boca.

17633717604_8bfc148cf7_o

Fora o La Paradeta, existem vários restaurantes de tapas por toda a cidade. Em geral se come muito bem. Das tapas eu particularmente amo as batatas bravas e os croquetes!

Nesta última viagem descobrimos um restaurantezinho maravilhoso e com preço bem bom em Barceloneta. O restaurante se chama Bar Bitácora e a primeira vista não se dá nada por ele. Parece um botecão. Mas nos fundos tem uma espécie de pátio pequeno com umas mesinhas, bem charmoso. E a comida é divina! Os croquetes de bacalhau foram os melhores que já comi! O atum também estava divino. O atendimento é bom, o clima gostoso, a comida maravilhosa e os preços baixos. Ou seja, entrou pra lista dos imperdíveis!

19730929812_7b7cca1d67_o.jpg

Quanto levar?

Barcelona não é uma cidade cara, mas claro que nas áreas turísticas tudo fica um pouco mais caro. Mas se você der uma boa procurada consegue encontrar um outro lugarzinho escondido numa ruela que ainda tem o preço local. E essas descobertas são umas das delícias de viajar.

Nosso apartamento foi em torno de 70 euros a diária e gastamos além disso 80 euros por dia com comida, passeios, etc. Como sempre, nossa viagem não é esbanjadora, mas também não passamos nenhum sufoco. Comemos sempre pelo menos uma refeição em restaurante e a outra em casa com coisas compradas no mercado.

Como chegar?

Nós fomos de avião (de Berlin), pela Easy Jet. Comprando a passagem com antecedência dá pra pagar 30, 40 euros por pessoa. É aquele esquema de low cost, não servem nada além de água de graça e você só tem direito a levar uma bagagem de mão por pessoa. Mas fora isso é super tranquilo.

Pra conferir os melhores preços a gente costuma usar o skyscanner.

De trem até é possível vindo do sul da França (a gente fez este trajeto 2011), por exemplo, mas é uma viagem bem cansativa (embora linda). São mais de 8h de viagem. Com crianças não recomendo.

Como se locomover dentro de Barcelona?

O transporte público é excelente. Metrôs e ônibus conectam praticamente qualquer parte da cidade e são bem sinalizados. As linhas de metrô são divididas por cores e cobrem grande parte da cidade. Para chegar do aeroporto à cidade, pegamos um trem regional, também excelente. Nas estações você consegue comprar passagem nas máquinas de auto-atendimento.

Bicicleta também é um meio de transporte excelente, mas infelizmente o sistema de bikes públicas (Bicing) só é disponível para moradores. Pros turistas resta alugar em alguma loja de aluguel de bicicletas. E existem várias pela cidade.

Passeios (com ou sem crianças)

Bom, como estava calor, um dos principais passeios foi a praia. A orla de Barcelona é enorme e com muitas opções de lugares legais pra ficar. Dá pra dar uma volta de bike e escolher o melhor ponto pra você. Tem as áreas mais “muvucadas”, com restaurantes/ quiosques, etc, como Barceloneta por exemplo. Tem os cantos mais afastados e por isso mais tranquilos, com menos turistas e mais locais. De qualquer forma não espere uma praia paradísiaca com águas esverdeadas e areia branquinha. A praia é bonita, mas nada demais. A água é bem gelada, mas calminha, e a areia é daquele tipo de areia grossa bem diferente das nossas do Brasil. Mas vale o lazer, especialmente com crianças. Olivia se esbaldou.

18203259036_b51d48e569_o

Além da praia, Olivia e o pai passearam de teleférico e foram até o Montjuic, depois subiram mais até a fortaleza, onde tem uma vista maravilhosa da cidade. No Montjuic vale muito a pena ir no Museu Miró (não fomos dessa vez, infelizmente). Depois desceram até a Plaza d’Espanya, onde tem o pavilhão do Mies Van der Rohe (pros arquitetos é imperdível!) e o Museu Nacional de Arte da Catalunya. No verão há um espetáculo de luzes e água nas fontes dessa praça que é maravilhoso!

18253062922_2633ee8c77_o.jpg

De noite passeamos pelo bairro gótico e passamos no Mercat do El Born, que foi recentemente reformado e se transformou numa espécie de centro cultural. Tem umas ruínas, exposições e cafés. Interessante se estiver pelas redondezas.18041840568_5771c1d584_o.jpg

Outro passeio muito legal com (ou sem) crianças é o Parc de la Ciutadella. Fica perto de Barceloneta e do Born e é um parque lindo. Dá pra andar de bicicleta, alugar barquinho pra passear no lago, fazer picnic. Tem até uma ludoteca, que é um espaço lúdico voltado pra educação ambiental onde as crianças de 0 a 5 anos podem brincar à vontade. Fica aberto de 11h às 13h30 e de 16h às 18h (15/09 a 20/04) e 17h às 19h (1/05 a 14/09).

21460951336_3e8d911685_o.jpg

Passeamos bastante também no Bairro Gótico, nas Ramblas, andamos pelas ruelas estreitas e charmosas da cidade. Do roteiro turístico (que não fizemos dessa vez) eu recomendo fortemente o Museu Picasso, a Sagrada Família, Museu Miró e o Mercat La Boquería. Mas uma descrição mais detalhada destes passeios está no meu do meu antigo blog aqui.

Além desses passeios, recebi dicas ótimas de uma amiga que morou muitos anos em Barcelona e que também tem filhos pequenos, mas que infelizmente não conseguimos fazer. Mas tenho certeza que são ótimas dicas:

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s