Ronda, Marbella e Granada

Saímos de Sevilla logo depois do café da manhã, rumo à Ronda, num trajeto de aproximadamente 2 horas de carro passando por estradas boas e uma paisagem linda. Acabamos passando apenas algumas horas nessa linda cidade, mas recomendo dormir pelo menos uma noite. Ronda é uma cidade incrível que faz parte da chamada Rota dos Pueblos Blancos, um conjunto de cidadezinhas que em geral estão situadas no alto de montanhas e são todas de casinhas brancas e paisagem bucólica.

12651193_1669986069948002_8549165729683804916_n.jpg

Ronda divide-se entre a “cidade velha” e a “cidade nova”, e o limite entre estas duas é a Puente Nuevo, uma ponto sobre um desfiladeiro que possui um visual de tirar o fôlego! A cidade velha se desenvolve ao longo de uma rua principal, da qual saem pequenos becos e descidas que dão em lugares com vistas incríveis e à antiga muralha que percorre todo o limite desta parte da cidade. Passear pela muralha rende lindas fotos e paisagens inesquecíveis. Uma dica é estacionar num estacionamento pago próximo à Igreja Santa Maria la Mayor e iniciar seu passeio dali. A igreja fica numa espécie de largo super bonito com alguns cafés simpáticos. É possível visitar o interior da igreja, mas como não fomos não posso opinar.

12642620_1669985296614746_8715857133298903687_n

Descendo um pouco chega-se logo em um dos portões da cidade, a Puerta de Almogávar  (pode-se deixar pra ir de carro também, pois fica no caminho para sair da cidade em direção à Marbella). Andando no outro sentido (“subindo”) chega-se até a Puente Nuevo, passando por diversas ruazinhas e recantos lindos. Existe um passeio pelo Camino Molinos e algumas trilhas que chegam até o rio que dizem ser maravilhoso. Mas dessa vez não fomos (e talvez com crianças seja meio puxado).

 

12645068_1669986106614665_3386272722452604162_n.jpg

No lado mais “novo” da cidade há a primeira Plaza del Toro da Espanha, uma praça com arquibancadas onde aconteciam as touradas (não mais, felizmente). Ali também há as ruelas simpáticas com casinhas brancas, e vários restaurantes e cafés bonitinhos.

Saímos de Ronda em direção à Marbella já no final do dia. Marbella é uma cidade da costa que faz parte da província de Málaga. Na verdade foi a cidade que menos gostei de toda essa viagem. É uma cidade de veraneio, com diversos condomínios de casas bacanas e uma praia bonita, mas nada demais. Possui um centro histórico bonitinho, mas nada comparável às outras cidades que passamos. Acredito que em épocas mais quentes faça mais sentido visitar essa cidade.

12647215_1669985263281416_3984046162002153869_n

Se posso destacar dois pontos altos dessa cidade foram a comida e a casa que nos hospedamos. Talvez por ser fora de temporada tenhamos conseguido pagar muito barato por uma casa deliciosa em um condomínio numa região aparentemente meio chique de Marbella. Sobre a comida, todos os restaurantes que fomos tinham comidas deliciosas. Tapas, comida italiana, e muito peixe fresco. recomendo muito comer nos restaurantezinhos de pescador que ficam próximos à praia. Nós fomos em um descendo na rua ao lado do hospital Quirón (calle Fuengirola) e comemos um peixe branco e lulas grelhadas com batatas de comer chorando! E super barato. Mas não espere luxo, é esquema restaurante de pescador mesmo, toalha xadrez e mesinha de metal.

12651189_1669985309948078_8622303411248160485_n.jpg

Depois de Marbella, nosso plano era seguir para Granada, onde nosso objetivo principal era visitar a maravilhosa Alhambra. Infelizmente, minha mãe ficou doente e tivemos que ficar mais dias em Marbella e de lá ir direto à Madrid, onde ela pegaria o voo para o Brasil. Bom, de qualquer forma, mesmo sem ter ido, já aviso que ir à Andaluzia e não ir à Granada é um desperdício! Então reserve pelo menos 1 dia inteiro para conhecer esta cidade e sua famosa atração. Para ir à Alhambra é imprescindível que compre os tickets antes, eles se esgotam rapidamente, então não deixe pra última hora. Caso você deixe para a última hora, existe a possibilidade de comprar uns pacotes de visita guiada que são bem mais caros, mas pelo menos garantirão a sua visita. Para comprar os ingressos online vá neste site aqui. Na hora de comprar o ingresso você não escolhe apenas o dia, mas também a hora da visita. E você deve marcar também a hora que deseja visitar os Palácios Nazaríes. Eu havia reservado a entrada na parte da manhã e a visita aos Palácios na parte da tarde. A maior parte da minha pesquisa sobre Alhambra veio desse post maravilhoso do Viaje na Viagem . Lá, o Ricardo Freire indica passo a passo como comprar o ticket e dá dicas sobre a visita.

Alhambra_Löwenhof_mit_Löwenbrunnen_2014.jpg
Fonte: https://commons.wikimedia.org

Bom, mesmo com este imprevisto no final da viagem esta foi nossa maravilhosa viagem pela Andaluzia. Deixou com um gostinho de quero mais e certamente voltaremos no futuro!

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s