Estocolmo: arte moderna, parque infantil e cidade antiga

Nosso roteiro foi feito a partir das dicas preciosas de uma amiga que morou muitos anos em Estocolmo e que nos deu muitas dicas de passeios pra fazer com crianças. Ficamos ao todo 4 dias inteiros e claro que teríamos ainda muito mais coisas para ver se tivéssemos mais tempo. Mas acho que em 4 dias é possível com uma certa organização conhecer as principais partes da cidade e aproveitar pra fazer algumas atividades pros pequenos.
Importante dizer que ajustamos o nosso roteiro ao clima, pois pegamos alguns dias de chuva e há muitos passeios em locais abertos. Então vale a pena conferir a previsão do tempo antes de sair pros passeios.

Então vamos ao nosso roteiro:

Dia 1: Gamla Stan e Moderna Museet

Saímos do hotel em direção à estação Stockholm Central e de lá pegamos um metrô até a estação Gamla Stan (andamos apenas uma estação, mas é preciso sair da estação de trem e entrar na de metrô). A distância a pé era possível de ser caminhada, mas achamos muito confuso o caminho por ali, haviam várias pontes que eram exclusivamente de carros e trens, alguns desníveis e depois de algumas tentativas de ir a pé resolvemos pegar o metrô.

A Gamla Stan é a cidade antiga, conhecida como um dos mais bem preservados bairros medievais da Europa. É realmente muito lindo. As ruelas estreitas, algumas pequenas subidas, os edifícios de cores terrosas e os telhados verdes ou pretos. E de vez em quando a vista pra água que dava mais charme ainda pro local.

foto gamla stan 2

Uma das coisas que mais nos chamou a atenção, no entanto, foi a quantidade de lojinhas fofas e com design diferente vendendo todo o tipo de coisas maravilhosas, desde brinquedos infantis super interessantes até luminárias onde até os filamentos das lâmpadas eram diferentes. Foi super interessante ver essa mistura da arquitetura antiga e sóbria com o interior ultra contemporâneo, colorido e divertido. Além das lojinhas moderninhas há também lojas de antiguidade, e claro diversos cafés e restaurantes.

É uma área bastante turística, onde consequentemente os preços dos restaurantes são mais salgados. Acabamos almoçando ali porque a fome se abateu sobre nós, mas acabamos comendo caro e nada especial. Aliás, uma dica geral, sugiro que pesquisem bastante opções de restaurantes em sites como Trip Advisor antes de sair do hotel (e ficar sem internet) porque achamos muito difícil encontrar lugares bacanas com preços acessíveis em qualquer lugar da cidade. E acabamos gastando muito e não comendo super bem durante nossa estadia (a exceção foi o último dia, em que eu pesquisei antes. hehe).

Passeamos pela cidade, vimos uma espécie de troca de guarda no Palácio (Kungliga slottet) – mas que era na verdade uma encenação – e depois nos dirigimos pra ilha onde está situado o Moderna Museet (museu de arte moderna).

foto ponte 2

O Moderna Museet é incrível. O projeto arquitetônico é do Rafael Moneo e tanto o exterior totalmente inserido na paisagem como o interior são incríveis. Além disso, as obras que ali estão expostas são igualmente impressionantes. Picasso, Mondrian, Miró e até a Fonte do Duchamp ao vivo. Muito emocionante. Existem algumas obras interativas e esculturas enormes que Olivia especialmente amou.

foto museu.jpg

Além da exposição de arte, há um pequeno museu de arquitetura que é interessante e uma das partes mais legais: uma sala infantil linda com casas amarelas e peças de madeira pra crianças explorarem bastante a criatividade. Achei o espaço bem bacana, os brinquedos são simples e bonitos e Olivia se esbaldou. Há também alguns livros e espaço pra leitura.Para chegar nesta sala precisa passar por dentro do museu de arquitetura que fica do lado direito da entrada, ao lado da livraria (maravilhosa por sinal!). Nos disseram que o café que tem depois da sala de brincar tem uma vista linda, mas quando chegamos já estava fechado. Ah, a entrada do museu é gratuita!

foto brincar

Dia 2: Junibacken, Vasa Museet e Nordiska Museet

No segundo dia, como eu estaria trabalhando, pensamos num programa que pudesse ser bacana pra Olivia. O Junibacken é um parque infantil indoor inspirado nas histórias da criadora da Pippi Longstockings. A entrada custa 159 coroas (cerca de 17 euros) pra adultos e 139 coroas (cerca de 15 euros) pra crianças de 2 a 15 anos e o parque funciona de 10h às 17h todos os dias (existem algumas exceções, então é melhor conferir exatamente as datas no site).

foto junibacken

Apesar de ser caro vale muito a pena. É um passeio para o dia todo. Na verdade tínhamos programado outros dois museus, mas o Renato acabou ficando apenas no parque com a Olivia até ela cansar. Logo na entrada tem um estacionamento de carrinhos, onde você tem que deixar o carrinho de bebê, e após a bilheteria tem um locker onde pode-se deixar os pertences e casacos (tenha sempre moedas pra estes casos).

Após os lockers há duas entradas, uma é para a área de brincadeiras e a outra para o passeio de trenzinho. O trenzinho é na verdade um mini-teleférico que passa por um cenário, subindo, descendo e enquanto isso uma história vai sendo contada. Dentro da cabine você pode escolher o idioma da história, mas não havia a opção português, apenas inglês, espanhol, francês, alemão. Apesar de ser muito interessante e da Olivia – que tem 3 anos – ter ficado atenta, achamos que para crianças maiores deve ser mais bacana, pois elas poderão entender melhor a história.

IMG_6260

Quando acaba o passeio do trenzinho, você chega numa outra área de brincadeiras, onde acontece também um show com música ao vivo, dança. As crianças se interessam muito, mas o show é todo em sueco. Na área de brincadeira há uma enorme casa de dois andares com escorrega e vários ambientes dentro com brinquedos diferentes. Nesta área tem também uma super vista da cidade, onde pode-se ver os navios. Saindo desta área há um grande restaurante e depois há outra área de brincadeiras com mini-carrossel, escorrega, árvores, túneis, outras casinhas e um rio cenográfico onde os peixes de luz eram projetados no chão e interagem com as crianças. Olivia amou os peixinhos interativos!

foto peixes

Ao lado do Junibacken há dois museus interessantes, mas que não tivemos tempo de ir desta vez. O Vasa Museet é um museu sobre um enorme barco que conta uma história super interessante sobre um navio naufragado no século XVII e o Nordiska Museet é o museu da cultura sueca. O edifício do Nordiska Museet é lindíssimo.

foto nordiska

 

 

Anúncios

Um comentário em “Estocolmo: arte moderna, parque infantil e cidade antiga

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s